Maria Rita do Nascimento filha de pessoas em situação de escravidão, mãe de Marighella

Maria Rita do Nascimento, baiana filha de escravos trazidos do Sudão, conheceu em Salvador o operário Augusto Marighella, imigrante recém chegado da região de Emília, Itália. Apaixonaram-se, casaram-se e seu primeiro filho foi Carlos Marighella (nascido em 05/12/1911). Num momento em que a história de Marighella está nas telas de cinema pelo mundo num filme de Wagner Moura, lembramos de sua origem negra. Sua mãe, Maria Rita, nasceu em maio de 1888, filha e neta de escravizados de origem Haussás. Os Haussás eram povos negros, islamizados pelos árabes, vindos do Sudão Central, atual norte da Nigéria que ao chegarem no Brasil foram levados, na grande maioria, para a Bahia e Pernambuco.
Destes muçulmanos é que se criou a mítica do negro altivo, insolente, insubmisso e revoltoso. A inconformidade com a escravidão no Brasil fez com que os haussás suscitassem várias revoltas. A maior delas ocorreu na noite do dia 24 e 25 de janeiro de 1835 na Bahia, com mil e quinhentos negros: a revolta dos Malês!

fonte: Preta Académica